Compartilhe no Facebook

textos: Pão Diário. 2020-06-19

Julgamento danoso

Leia: Mateus 7:1-6
A Bíblia em um ano: Neemias 12, cap. 13; Atos 4:23-37
Não julguem para não serem julgados. (v. 1)
Tenho sido rápida em julgar quem vejo andando na rua olhando para um celular. Como podem estar tão alheios aos carros prestes a atingi-los?
Digo a mim mesma. Não se importam com a própria segurança?
Mas, um dia, atravessando a entrada de um beco, eu estava tão absorta numa mensagem de texto, que não vi um carro à minha esquerda.
Felizmente, o motorista me viu e freou bruscamente. Senti-me envergonhada.
Todos os meus julgamentos voltavam-se contra mim. Eu tinha julgado os outros e fizera exatamente a mesma coisa.
-------------------------------------------------------------------------------------
No Sermão do Monte, Jesus abordou esse tipo de hipocrisia: “Primeiro, livre-se do tronco em seu olho; então você verá o suficiente para tirar o cisco do olho de seu amigo” (v.5).
Eu tinha um enorme “tronco” — um ponto cego pelo qual media os outros com meu próprio julgamento danoso.
O Senhor também disse: “O padrão de medida que adotarem será usado para medi-los” (v.2).
Relembrando o olhar aborrecido no rosto do motorista naquele dia, depois de ter que frear bruscamente quando entrei na frente do carro dele, lembro-me do jeito aborrecido com que eu olhara para os outros absortos em seus celulares.
Nenhum de nós é perfeito. Mas, às vezes, me esqueço disso em minha ânsia de julgar os outros. Todos nós precisamos da graça de Deus.
— Linda Washington
Pai celeste, por favor, ajude-me a ser rápido em consolar e encorajar e, também, a ser lento em julgar.

Não se apresse em julgar os outros.