Compartilhe no Facebook

textos: Pão Diário.

Dominar a língua

…Que todas as suas palavras sejam boas e úteis, a fim de dar ânimo àqueles que as ouvirem. (Efésios 4:29
setembro 12 | A Bíblia em um ano: PROVÉRBIOS 13, Pv. 14, Pv. 15; 2 CORÍNTIOS 5
LEIA Tiago 3:1-6
A autora Beryl Markham detalhou seu trabalho com Camciscan, um garanhão mal-humorado que ela fora encarregada de domar. Nele, ela tinha encontrado um oponente à altura.
Não importava a sua estratégia, nunca domou completamente o garanhão orgulhoso, e conseguiu apenas uma vitória sobre sua teimosia.
E nós? Sentimos isso na batalha para domar nossa língua?
------------------------------------------------------------------------
Tiago compara a língua ao freio na boca do cavalo ou ao leme do navio (vv.3-5) e lamenta:
“E, assim, bênção e maldição saem da mesma boca. Meus irmãos, isso não está certo” (v.10). Como vencer a batalha sobre a língua?
Paulo nos oferece conselhos para dominá-la.
O primeiro envolve falar apenas a verdade (EFÉSIOS 4:25), mas isso não é uma licença para ser contundente.
O apóstolo prossegue com: “Evitem o linguajar sujo e insultante. Que todas as suas palavras sejam boas e úteis, a fim de dar ânimo àqueles que as ouvirem” (v.29).
Nós também podemos jogar o lixo fora: “Livrem-se de toda a amargura, raiva, ira, das palavras ásperas e da calúnia, e de todo tipo de maldade” (v.31).
Isso é fácil? Não se tentarmos fazer isso sozinhos.
Felizmente, temos o Espírito Santo que nos ajuda quando confiamos nele.
Com Camciscan era necessário ter consistência na batalha das vontades e isso vale também para que as nossas “palavras sejam boas e úteis”.

Por Linda Washington