Compartilhe no Facebook

textos: Pão Diário.

Dimensões infinitas

Leia: Efésios 3:16-21
A Bíblia em um ano: GÊNESIS 27, cap. 28; MATEUS 8:18-34
…peço que […] vocês possam compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade do amor de Cristo. (v. 18)
Deitada, prendi a respiração ao clique da máquina.
Eu conhecia muitos que já tinham feito ressonância magnética, mas, para uma claustrofóbica como eu, a experiência exigia concentração em algo ou Alguém muito maior do que eu mesma.
Em minha mente, a frase das Escrituras: “a largura, o comprimento, a altura e a profundidade do amor de Cristo” (v.18), se movia no ritmo do zumbido da máquina.
"Em sua oração pela igreja de Éfeso, Paulo descreveu quatro dimensões do amor de Deus para destacar os parâmetros infinitos de Seu amor e presença".
Minha posição lá deitada dava uma nova imagem ao meu entendimento:
Largura: os 15 cm de cada lado onde meus braços se espremiam dentro do tubo.
Comprimento: a distância entre as duas aberturas do cilindro, estendendo-se da minha cabeça aos meus pés.
Altura: os 15 cm do meu nariz ao “teto” do tubo.
Profundidade: o suporte do tubo fixo ao piso que me sustentava.
Quatro dimensões que ilustravam a presença de Deus me cercando e me segurando no tubo de ressonância — e em todas as circunstâncias da vida.
O amor de Deus está por todos os lados.
Largura: Ele estende os braços para alcançar as pessoas de todos os lugares.
Comprimento: Seu amor é infinito.
Altura: Ele nos eleva.
Profundidade: Ele nos ampara em todas as situações.
Nada pode nos separar dele! (ROMANOS 8:38,39). — elm

Deus, ajuda-nos a parar para refletirmos 
sobre o Seu amor multidimensional por nós!