Compartilhe no Facebook

2020-06-05

O apelo de um cego

Leia: Lucas 18:35-43
A Bíblia em um ano: 2 Crônicas 23, cap. 24; João 15
…Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de mim! (v. 38)
Alguns anos atrás, um amigo notou que eu estava com dificuldades de ver objetos à distância. O que ele fez em seguida mudou minha vida.
Tirou seus óculos e disse: “Experimente”. Coloquei e, surpreendentemente, minha visão embaçada clareou. Por fim, fui a um oftalmologista que receitou óculos para corrigir meu problema de visão.
-----------------------------------------------------------------------------------
A leitura de hoje, em Lucas 18, traz um homem que não enxergava e que vivia em total escuridão, o que o obrigava a mendigar para viver.
As notícias sobre Jesus, o Mestre popular e milagreiro, chegaram aos ouvidos do mendigo cego.
Então, quando as viagens de Jesus o levaram para onde estava o cego, a esperança despontou em seu coração. “Jesus, Filho de Davi, tenha misericórdia de mim!” (v.38), começou a gritar.
Embora não tivesse visão física, o homem possuía visão espiritual sobre a identidade de Jesus e fé que Ele supriria sua necessidade.
Compelido por esta fé, “…gritava ainda mais alto: ‘Filho de Davi, tenha misericórdia de mim!’” (v.39).
O resultado? A cegueira foi curada, ele deixou de mendigar e passou a viver glorificando a Deus por poder ver (v.43).
Em períodos de escuridão, para onde você se volta? Ao que ou a quem você chama?
O uso de óculos ajudam a melhorar a visão, mas é o misericordioso toque de Jesus, o Filho de Deus, que tira as pessoas da escuridão espiritual para a luz.
— Arthur Jackson

Pai, abre os olhos do meu coração para ver claramente quem é Jesus e o que Ele pode fazer.

A alegria do Pai é conceder visão àqueles que lhe pedirem.

textos: Pão Diário.