Compartilhe no Facebook

textos: Pão Diário.

Olhos firmemente fechados

Leia: Gênesis 3:1–10
A Bíblia em um ano: GÊNESIS 7, cap. 8, cap. 9; MATEUS 3
…ouviram o Senhor Deus caminhando pelo jardim e se esconderam dele entre as árvores. (v. 8)
Meu sobrinho sabia que não deveria ter agido daquele jeito. Era fácil perceber que ele sabia que estava errado: estava escrito em sua face!
Quando me sentei para conversar sobre o seu erro, ele fechou rapidamente os olhos com força.
Lá estava ele, pensando (com a lógica de um garoto de 3 anos) que, se ele não me visse, eu também não seria capaz de vê-lo.
Achava que, se estivesse invisível para mim, poderia evitar a conversa e as consequências que ele já esperava.
Estava feliz por poder vê-lo naquele momento. Ainda que eu não pudesse admitir as atitudes dele, e precisávamos conversar sobre elas, eu não queria que algo acontecesse entre nós.
Eu queria que ele me olhasse e visse o quanto eu o amava e estava disposta a lhe perdoar!
--------------------------------------------------------------------------
Naquele momento, tive um vislumbre de como talvez Deus se sentiu quando Adão e Eva traíram Sua confiança no jardim do Éden.
Percebendo a própria culpa, eles tentaram se esconder de Deus (v.10), que podia “vê-los” tão claramente quanto eu era capaz de ver o meu sobrinho.
Quando percebemos que agimos mal, muitas vezes queremos evitar as consequências.
Fugimos, nos escondemos ou fechamos os olhos para a verdade.
Uma vez que Deus nos responsabiliza com base em Seu padrão de justiça, Ele nos vê (e nos busca!), porque nos ama e nos oferece perdão por meio de Jesus Cristo.

— Kirsten Holmberg

Deus nos olha com amor.