Compartilhe no Facebook

ROMANOS 2:1-16

Não importa quão fundo o homem tenha caído, ele sempre encontrará alguém mais miserável com quem possa comparar-se vantajosamente!

O viciado em jogos despreza o bêbado, que se sente superior ao criminoso. Na realidade, a raiz de todos os vícios está latente em nosso próprio coração.

Quando julgamos os outros (v. 1), damos prova de que sabemos reconhecer muito bem o mal; comprovamos ter uma consciência. E isso condena a nós mesmos quando praticamos as mesmas coisas.

Todos os homens têm consciência (Gênesis 3:22). Deus usa da Sua bondade para nos conduzir ao arrependimento (v. 4). Mas Ele não nos autoriza de maneira nenhuma a julgar o próximo.

Somente uma Pessoa tem o direito de julgar: é Jesus Cristo (v. 16; João 5:22; Atos 10:42). Um dia Ele manifestará todos os “segredos dos homens”, todos os seus feitos e intenções que tinham sido ocultados com tanto cuidado (Mateus 10:26).

Confesse imediatamente a Ele todos os seus segredos, por mais vergonhosos que possam ser. A sua consciência não é uma voz hostil, mas um amigo que lhe diz: “Fala disso ao Senhor Jesus; Ele perdoa”.