Compartilhe no Facebook

O caminho do ímpio é abominável ao SENHOR (Provérbios 15:9).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 CRÔNICAS (Leia 2 Crônicas 21:1-20)

Aqui parece que 2 Crônicas abandonam totalmente a característica de ser um livro da graça! Além das exceções justificadas pelos eventos, o livro tem sistematicamente coberto os erros do povo e do rei deles, visando enfatizar o bem que poderia haver. Isso é algo que nós, como cristãos, também deveríamos sempre fazer (1 Pedro 4:8).

As páginas das quais trataremos agora contrastam terrivelmente com as “boas coisas” que Deus mostrou até este ponto (12:12; 19:3). Contudo, a partir daqui, já não é mais possível cobrir o mal de Jeorão e seus sucessores.

Esse rei, genro de Acabe e Jezabel, um assassino e adorador de falsos deuses, obrigou Judá a adorar falsos deuses. Uma situação terrível… que serve apenas para enfatizar a incomparável paciência de Deus para com Seu povo!

O resultado é que a graça continua a brilhar neste livro, refulgindo ainda mais em meio às trevas que cercam o reino de Judá. A graça superabunda onde o pecado abunda (Romanos 5:20).

Jeorão recebe uma carta de Elias que enumera seus crimes e o adverte sobre o castigo divino, que não tardou a chegar.