Compartilhe no Facebook

Depois da morte de Joiada, vieram os príncipes de Judá e prostraram-se perante o rei; e o rei os ouviu (2 Crônicas 24:17).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 CRÔNICAS (Leia 2 Crônicas 24:1-3;17)

Durante o tempo em que Joiada o guiou, tudo levava a crer que Joás seria um dos melhores reis. Infelizmente, a morte do sumo sacerdote foi um divisor de águas na vida de Joás.

Como isso pode ser explicado? Em vez de descansar diretamente em Deus – um atributo da fé – Joás confiava em seu pai adotivo e, quando Joiada não estava mais disponível, a fidelidade do rei entrou em crise, pois ele jamais havia desenvolvido uma fé pessoal.

Jovens leitores cujos pais são crentes, não se enganem: educação, boas maneiras, as mais favoráveis circunstâncias, todas essas coisas não são fé. Além disso, a fé dos seus pais não é a sua fé. Quando eles se forem, será que o Senhor permanecerá com você?

Os líderes do povo vieram e bajularam Joás. “E o rei os ouviu” (v. 17). E o que ele fez sob a influência dos líderes? Tomou uma atitude que faria qualquer um estremecer: matou o filho de seu benfeitor.

O Senhor lembrou os fariseus hipócritas da morte de Zacarias (cujo nome significa o Senhor se lembra), pois estavam prestes a cometer o mesmo crime terrível (Mateus 23:34-35; 21:35).