Compartilhe no Facebook

E ouviu o SENHOR a Ezequias e sarou o povo (2 Crônicas 30:20).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 CRÔNICAS (LEIA 2 CRÔNICAS 30:15-27)

Como o rei da parábola, Ezequias fez com que a proclamação da graça corresse todo o país: “Eis que já preparei o meu banquete… tudo está pronto; vinde” (Mateus 22:4).

Muitos não deram a menor importância. E entre os que vieram, alguns não estavam santificados (v. 17). O que fazer? Eles deveriam ser enviados para casa? Absolutamente não!

Assim como os convidados do grande banquete receberam do rei uma roupa de festa, assim a graça de Deus purificou tais israelitas, para torná-los dignos de Sua santa presença.

E essa purificação é obtida exatamente por meio da Páscoa que iriam celebrar. O sangue das vítimas sacrificadas seria para a santificação deles. Lembremos o sangue de Jesus, o santo Cordeiro de Deus. Ele nos purifica todo pecado (1 João 1:7).

Quanto ao fraco e ignorante, Ezequias, como figura de Cristo, intercede a favor deles diante de Deus que os perdoa. Então se segue a festa dos pães asmos.

Ela fala sobre a santificação prática. Grande alegria toma conta da multidão, provando que a consagração a Deus de forma alguma é sinônimo de tristeza.

E a oração dos sacerdotes, os porta-vozes do povo, alcança o objetivo: chega à presença de Deus no céu.