Compartilhe no Facebook  Imprimir no Office Word

E entraram no concerto de buscarem o SENHOR, Deus de seus pais, com todo o seu coração e com toda a sua alma (2 Crônicas 15:12).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 CRÔNICAS (Leia 2 Crônicas 15:1-19)

Asa continuou fiel. Deus iria encorajá-lo mais tarde por meio de Azarias. A Palavra de Deus era tão necessária depois da batalha quanto o era antes. Isso porque a tendência natural é baixar a guarda após a vitória. “Não desfaleçam as vossas mãos”, ordena o profeta, acrescentando a promessa: “porque a vossa obra terá recompensa” (v. 7).

Tais palavras foram eficazes. Asa, cheio de disposição, eliminou os ídolos abomináveis da terra e restaurou o serviço do altar. Esse maravilhoso zelo não apenas levou o povo de Judá e Benjamim a segui-lo, mas também “muitos de Israel”, ou seja, de outras tribos, “desertaram para ele” (v. 9)!

As mesmas coisas se aplicam à devoção que demonstramos para com o Senhor. Ela encorajará outros crentes, que talvez estejam intimidados a externar a fé que têm. Essa foi uma experiência pela qual muitos passaram, em particular durante o serviço militar.

O escritor William Kelly declarou: Um coração sinceramente ligado ao Senhor é o que de fato fala à consciência dos demais.

Asa compreendeu que não poderia exigir purificação absoluta do povo sem que ele mesmo a estabelecesse em sua própria casa. Ele não hesitou em tratar com Maaca, a rainha-mãe, tirando-a do trono e reduzindo a pó o ídolo que ela fizera.